a


Don’t _miss

Wire Festival

 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nullam blandit hendrerit faucibus turpis dui.

LANGUAGE

O que você está procurando?

Erro no Revolution Slider: Slider with alias main-home not found.
Maybe you mean: 'banners2020' or 'botao' or 'botoes-hex' or 'banner-home2020' or 'botoes-hex_eng' or 'banner-home2020_eng'

A plataforma Connected Smart Cities

O Connected Smart Cities envolve empresas, entidades e governos em uma plataforma que tem por missão encontrar o DNA de inovação e melhorias para cidades mais inteligentes e conectadas umas com as outras, sejam elas pequenas ou megacidades.

O Ranking Connected Smart Cities

Feito com o objetivo de mapear as cidades com maior potencial de desenvolvimento no Brasil, o Ranking Connected Smart Cities, elaborado pela Urban Systems em parceria com a Sator, é publicado com exclusividade em veículos como Jornal Valor Econômico e Revista Exame. O estudo traz indicadores que qualificam as cidades mais inteligentes do País.

Highlights

destaque01

Veja porque o CSC é o evento que gera mais negócios para o mercado de cidades inteligentes no Brasil.

destaque02

Conheça os Patrocinadores das edições anteriores.

destaque03

Veja o perfil das empresas participantes por setor.

destaque04

O objetivo é mapear as cidades com maior potencial de desenvolvimento no Brasil.

destaque05

Parceria do CSC com a 100 Open Startups, a iniciativa é voltada para startups e tem o propósito de promover a participação destas organizações com propostas para transformar as cidades brasileiras.

Inteligentes, Humanas e Sustentáveis

Veja os eixos temáticos que compõem os Temas Abordados do Connected Smart Cities 2019

URBANISMO
MEIO AMBIENTE
ENERGIA
TECNOLOGIA
SEGURANÇA
GOVERNANÇA
ECONOMIA
EDUCAÇÃO
SAÚDE
EMPREENDEDORISMO

Programação

INVESTIMENTOS NO SETOR DE SANEAMENTO
MOBILIDADE INTELIGENTE E A INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA
MOBILIDADE PARA AS PESSOAS
ELETROMOBILIDADE
BLOCO #01 | CONTEXTUALIZAÇÃO DOS IDEALIZADORES image
BLOCO #01 | CONTEXTUALIZAÇÃO DOS IDEALIZADORES

Mauricio Portugal Ribeiro, Sócio – Portugal Ribeiro Advogados

 

 

 

Luiz Felipe Graziano, Sócio – Giamundo Neto Advogados

 

 

 

Sebastián Butto, Sócio – Siglasul

 

 

 

Paula Faria, Idealizadora e CEO – Connected Smart Cities

BLOCO #02 | OS PROBLEMAS DO SERVIÇO DE SANEAMENTO NO BRASIL image
BLOCO #02 | OS PROBLEMAS DO SERVIÇO DE SANEAMENTO NO BRASIL
Questões a serem abordadas:

– Qual a posição do Brasil em relação à qualidade e universalização dos serviços de distribuição de água e de coleta, tratamento e disposição de esgoto? Como o Brasil se compara a outros países em relação a esses serviços?
– Qual a posição do Brasil em relação às perdas na distribuição de água?
– Quais são as perspectivas de universalização dos serviços no contexto atual?

Entrevistados:

Édison Carlos, Presidente – Instituto Trata Brasil

 

 

Entrevistadores:

Mauricio Portugal Ribeiro, Sócio – Portugal Ribeiro Advogados

 

 


Luiz Felipe Graziano, Sócio – Giamundo Neto Advogados

 

 


Sebastián Butto, Sócio – Siglasul 

BLOCO #03 | O MERCADO ATUAL DE SANEAMENTO image
BLOCO #03 | O MERCADO ATUAL DE SANEAMENTO
Questões a serem abordadas:

– Como se organiza o mercado de prestação de serviços de saneamento?
– Qual o papel e espaço do setor público atualmente e qual o papel e espaço do setor privado?
– Como estão os índices de qualidade e universalização do serviço nos lugares em que o setor público e nos lugares em que o setor privado atua?

Entrevistados:

Rogério Tavares, Vice-presidente de Relações Institucionais – AEGEA

 

 


Carlos Eduardo Tavares de Castro, Diretor Presidente – COPASA


Otávio Silveira, membro do Comitê de Sustentabilidade e Questões Operacionais e Regulatórias – Iguá Saneamento

 

 

Entrevistadores:

Mauricio Portugal Ribeiro, Sócio – Portugal Ribeiro Advogados

 

 


Luiz Felipe Graziano, Sócio – Giamundo Neto Advogados

 

 


Sebastián Butto, Sócio – Siglasul 

 

 

 

 

*A confirmar

BLOCO #04 | PERSPECTIVAS PARA O SANEAMENTO BÁSICO NO BRASIL: POR QUE UM NOVO MARCO LEGAL? image
BLOCO #04 | PERSPECTIVAS PARA O SANEAMENTO BÁSICO NO BRASIL: POR QUE UM NOVO MARCO LEGAL?
Questões a serem abordadas:

– Situação do saneamento básico e expectativa do Governo Federal em relação ao novo marco regulatório;
– A visão do Governo Federal em relação ao programa de desestatização dos serviços e das companhias estaduais em curso no âmbito do BNDES;
– O papel da Secretaria de PPI no saneamento básico.

Entrevistada:

Martha Seillier, Secretária Especial – PPI – Programa de Parcerias de Investimentos – Ministério da Economia

 

Entrevistadores:

Mauricio Portugal Ribeiro, Sócio – Portugal Ribeiro Advogados

 

 


Luiz Felipe Graziano, Sócio – Giamundo Neto Advogados

 

 


Sebastián Butto, Sócio – Siglasul

 

BLOCO #05 | OPORTUNIDADES QUE O NOVO MARCO LEGAL DE SANEAMENTO GERARÁ PARA O SETOR PRIVADO image
BLOCO #05 | OPORTUNIDADES QUE O NOVO MARCO LEGAL DE SANEAMENTO GERARÁ PARA O SETOR PRIVADO
Questões a serem abordadas:

– Quais oportunidades o novo marco legal gerará para o setor privado?
– O que vocês esperam de mudança no mercado após o novo marco legal?

Entrevistados:

Tereza Vernaglia, CEO – BRK Ambiental*


Gustavo Guimarães, CEO – Iguá Saneamento

 

 


Pedro Quintella, Sócio – Vinci Partners*

Entrevistadores:

Mauricio Portugal Ribeiro, Sócio – Portugal Ribeiro Advogados

 

 


Luiz Felipe Graziano, Sócio – Giamundo Neto Advogados

 

 


Sebastián Butto, Sócio – Siglasul

 

 

 

 

*A confirmar

BLOCO #06 | SEGURANÇA JURÍDICA E SANEAMENTO BÁSICO image
BLOCO #06 | SEGURANÇA JURÍDICA E SANEAMENTO BÁSICO
Questões a serem abordadas:

– Qual contribuição o novo marco legal pode dar para a segurança jurídica no setor de saneamento?
– O que esperar das demais instituições, como o Ministério Público e o Judiciário, dentre outras?

Entrevistados:

Mario Engler Pinto Junior, CEO – SABESP – Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo e CORSAN – Companhia Riograndense de Saneamento
Julio Jacob, Diretor Regulatório e Jurídico – Iguá Saneamento

Entrevistadores:

À definir

BLOCO #07 | O PAPEL DA AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS NO NOVO MARCO REGULATÓRIO image
BLOCO #07 | O PAPEL DA AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS NO NOVO MARCO REGULATÓRIO
Questões a serem abordadas:

– Competências da ANA no novo marco regulatório;
– Expectativa das agências reguladoras em relação às normas de referência;
– Por que atribuir à ANA de competências? Como isso pode melhorar o ambiente regulatório do setor?

Entrevistados:

Fernando Alfredo Rabello Franco, Presidente – ABAR – Associação Brasileira de Agências de Regulação
Daniela Sandoval, Vice-Presidente de Assuntos Corporativos e Regulatório – BRK Ambiental

Entrevistadores:

À definir

BLOCO #08 | NECESSIDADE DE APERFEIÇOAMENTO DAS REGRAS CONTRATUAIS PARA ATRAIR O CAPITAL PRIVADO: O DESAFIO DE COORDENAR SETOR PRIVADO E PÚBLICO PARA APERFEIÇOAR OS CONTRATOS. image
BLOCO #08 | NECESSIDADE DE APERFEIÇOAMENTO DAS REGRAS CONTRATUAIS PARA ATRAIR O CAPITAL PRIVADO: O DESAFIO DE COORDENAR SETOR PRIVADO E PÚBLICO PARA APERFEIÇOAR OS CONTRATOS.
Questões a serem abordadas:

– O que é preciso fazer para que os novos contratos de concessão ou as desestatizações de saneamento (pós novo marco legal) contribuam para universalizar os serviços;
– O que o setor público e a iniciativa privada estão fazendo para assegurar que o novo marco de saneamento não seja uma oportunidade perdida.

Entrevistados:

Diogo Mac Cord de Faria, Secretário de Desenvolvimento de Infraestrutura – Ministério da Economia
Percy Soares Neto, Diretor Executivo – ABCON – Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto

Entrevistadores:

À definir

BLOCO #09 | O NOVO MARCO LEGAL E A NECESSIDADE DE APERFEIÇOAMENTO DAS REGRAS CONTRATUAIS PARA ATRAIR CAPITAL PRIVADO E ATINGIR MAIS RAPIDAMENTE AS METAS DE UNIVERSALIZAÇÃO: DISTRIBUIÇÃO DE RISCOS image
BLOCO #09 | O NOVO MARCO LEGAL E A NECESSIDADE DE APERFEIÇOAMENTO DAS REGRAS CONTRATUAIS PARA ATRAIR CAPITAL PRIVADO E ATINGIR MAIS RAPIDAMENTE AS METAS DE UNIVERSALIZAÇÃO: DISTRIBUIÇÃO DE RISCOS
Questões a serem abordadas:

– Efeitos da distribuição inadequada de riscos dos contratos de concessão. Por que precisamos nos preocupar com isso?
– Aperfeiçoamentos necessários na distribuição de riscos dos contratos de concessão de saneamento e sua contribuição para atingirmos a universalização mais rapidamente

Entrevistados:

Felipe Fingerl, CFO – Iguá Saneamento
Bayard Lima, BRK Ambiental

Entrevistadores:

À definir

BLOCO #10 | O NOVO MARCO LEGAL E A NECESSIDADE DE APERFEIÇOAMENTO DAS REGRAS CONTRATUAIS PARA ATRAIR CAPITAL PRIVADO E ATINGIR MAIS RAPIDAMENTE AS METAS DE UNIVERSALIZAÇÃO: EQUILÍBRIO ECONÔMICO-FINANCEIRO image
BLOCO #10 | O NOVO MARCO LEGAL E A NECESSIDADE DE APERFEIÇOAMENTO DAS REGRAS CONTRATUAIS PARA ATRAIR CAPITAL PRIVADO E ATINGIR MAIS RAPIDAMENTE AS METAS DE UNIVERSALIZAÇÃO: EQUILÍBRIO ECONÔMICO-FINANCEIRO
Questões a serem abordadas:

– Efeitos da utilização de regras inadequadas sobre equilíbrio econômico-financeiro nos contratos de concessão. Por que precisamos nos preocupar com isso?
– Aperfeiçoamentos necessários nessas regras para atingirmos a universalização dos serviços mais rapidamente

Entrevistados:

Cleverson Aroeira, Superintendente da Área de Estudos e Projetos – BNDES
Rogério Tavares, Vice-presidente de Relações Institucionais – AEGEA
Gabriel Galipolo, Presidente – Banco Fator

Entrevistadores:

À definir

BLOCO #11 | APERFEIÇOAMENTO NO ARRANJO INSTITUCIONAL E NOS MODELOS REGULATÓRIOS NECESSÁRIOS PARA ATRAIR O CAPITAL PRIVADO. DESAFIOS PARA CONVIVÊNCIA DE DOIS MODELOS REGULATÓRIOS DIFERENTES NO MESMO SETOR: REGULAÇÃO POR CONTRATO E REGULAÇÃO DISCRICIONÁRIA image
BLOCO #11 | APERFEIÇOAMENTO NO ARRANJO INSTITUCIONAL E NOS MODELOS REGULATÓRIOS NECESSÁRIOS PARA ATRAIR O CAPITAL PRIVADO. DESAFIOS PARA CONVIVÊNCIA DE DOIS MODELOS REGULATÓRIOS DIFERENTES NO MESMO SETOR: REGULAÇÃO POR CONTRATO E REGULAÇÃO DISCRICIONÁRIA
Questões a serem abordadas:

– Quais são as dificuldades que decorrem da convivência de dois regimes regulatórios diferentes?
– Efeitos da utilização de regras inadequadas sobre modelos regulatórios nos contratos de concessão. Por que precisamos nos preocupar com isso?
– Aperfeiçoamentos necessários nessas regras para atingirmos a universalização dos serviços mais rapidamente

Entrevistados:

Carlos Motta Nunes, Superintendente Adjunto de Apoio ao Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos
Fernando Alfredo Rabello Franco, Presidente – ABAR – Associação Brasileira de Agências de Regulação
GS Inima
Cristiane Schwankal, Diretora de relacionamento com o mercado Copasa

Entrevistadores:

À definir

10:00 - 12:00
BLOCO #1 | Porque a tecnologia, a inovação e a mobilidade são as palavras-chave para o futuro do setor automotivo?
Questões a serem abordadas:

– Inovação, sustentabilidade e inovação digital
– Sociedade digital e o novo consumidor
– O futuro do carro: novo cigarro, novo gadget ou commodity?

Entrevistados:

À definir
 

Entrevistadores:

Eduardo Peixoto, CEO – CESAR
Paula Faria, CEO – Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility

10:00 - 12:00
BLOCO #2 | : Teoria e prática da universalização dos veículos elétricos
Questões a serem abordadas:

– Viabilidade financeira para usuários e fabricantes
– Baterias: produção e descarte
– O quanto o carro elétrico é realmente ecológico?

Entrevistados:

À definir
 

Entrevistadores:

Paula Faria, CEO – Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility

10:00 - 12:00
BLOCO #3 | : Inteligência artificial, mobilidade aérea urbana, drones, carros autônomos: realidade próxima ou futuro distante?
Questões a serem abordadas:

– Qual é a relação da inteligência artificial e o setor automotivo?
– Regulamentação no Brasil para a mobilidade aérea urbana
– Desenvolvimento da mobilidade aérea urbana

Entrevistados:

À definir
 

Entrevistadores:

Paula Faria, CEO – Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility

10:00 - 12:00
BLOCO #4 | : O setor de transporte e a transição para a mobilidade inteligente
Questões a serem abordadas:

– Ônibus: evolução do mercado na nova lógica da mobilidade
– Transporte de passageiros sobre trilhos: inserção na lógica da mobilidade inteligente

Entrevistados:

À definir
 

Entrevistadores:

Paula Faria, CEO – Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility

10:00 - 12:00
BLOCO #1 | : Os mitos da mobilidade corporativa e porque as empresas deveriam adotar o conceito de trabalhadores móveis
Questões a serem abordadas:

– A dura realidade do COVID-19: sua empresa está preparada para o home office?
– Mitos da baixa produtividade e controle sobre o trabalho
– Depende de você criar uma equipe colaborativa, interdependente e responsável

Entrevistados:

À definir
 

Entrevistadores:

Paula Faria, CEO – Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility

10:00 - 12:00
BLOCO #1 | : Oferta, demanda e velocidade da eletrificação: quando o mercado será popular?
Questões a serem abordadas:

– Infraestrutura de recarga, mercado atual e ampliação da oferta
– Transporte público e eletromobilidade

Entrevistados:

À definir
 

Entrevistadores:

Paula Faria, CEO – Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility

Select date to see events.

Palestrantes

100 Open Startups

LSE Enterprise E MBA PPP e Concessões

KAM - Divisão de Energia e Smart Grid - Furukawa

China Fortune Land Development

Fundación Avina no Brasil

Trilha Treinamentos e Consultoria

Transparência Brasil

Gerente do Núcleo de Smart Cities - CTE

Madrona

Caixa Econômica Federal

Urban Systems

17 e 18 de setembro de 2019

Blog

    Sorry, no posts matched your criteria.

Vídeos

Reveja a Abertura Oficial do Connected Smart Cities & Mobility 2019

Resumo do primeiro dia de evento (17/set/2019)

Resumo do segundo dia de evento (18/set/2019)

PATROCÍNIO DIAMANTE

PATROCÍNIO OURO

PATROCÍNIO BRONZE

APOIO INSTITUCIONAL ESTRATÉGICO

APOIO INTERNACIONAL

APOIO INSTITUCIONAL

APOIO DE MÍDIA

REALIZAÇÃO

EVENTO PARALELO