a


Don’t _miss

Wire Festival

 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nullam blandit hendrerit faucibus turpis dui.

LANGUAGE

O que você está procurando?

Evento Online – Saneamento

CO-REALIZAÇÃO

INVESTIMENTOS NO SETOR DE SANEAMENTO
MOBILIDADE INTELIGENTE E A INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA
MOBILIDADE PARA AS PESSOAS
ELETROMOBILIDADE
BLOCO #1 | CONTEXTUALIZAÇÃO DOS IDEALIZADORES image
10:00 - 11:00
BLOCO #1 | CONTEXTUALIZAÇÃO DOS IDEALIZADORES

Mauricio Portugal Ribeiro, Sócio – Portugal Ribeiro Advogados

 

 

 

Luiz Felipe Graziano, Sócio – Giamundo Neto Advogados

 

 

 

Sebastián Butto, Sócio – Siglasul

 

 

 

Paula Faria, Idealizadora e CEO – Connected Smart Cities

BLOCO #2 | OS PROBLEMAS DO SERVIÇO DE SANEAMENTO NO BRASIL image
10:00 - 12:00
BLOCO #2 | OS PROBLEMAS DO SERVIÇO DE SANEAMENTO NO BRASIL
Questões a serem abordadas:

– Qual a posição do Brasil em relação à qualidade e universalização dos serviços de distribuição de água e de coleta, tratamento e disposição de esgoto? Como o Brasil se compara a outros países em relação a esses serviços?
– Qual a posição do Brasil em relação às perdas na distribuição de água?
– Quais são as perspectivas de universalização dos serviços no contexto atual?

Entrevistados:

Édison Carlos, Presidente – Instituto Trata Brasil

 

 

 

Marcos Thadeu, Especialista Sênior em Água e Saneamento – Banco Mundial

Entrevistadores:

Mauricio Portugal Ribeiro, Sócio – Portugal Ribeiro Advogados

 

 


Luiz Felipe Graziano, Sócio – Giamundo Neto Advogados

 

 


Sebastián Butto, Sócio – Siglasul 

BLOCO #3 | O MERCADO ATUAL DE SANEAMENTO image
10:00 - 12:00
BLOCO #3 | O MERCADO ATUAL DE SANEAMENTO
Questões a serem abordadas:

– Como se organiza o mercado de prestação de serviços de saneamento?
– Qual o papel e espaço do setor público atualmente e qual o papel e espaço do setor privado?
– Como estão os índices de qualidade e universalização do serviço nos lugares em que o setor público e nos lugares em que o setor privado atua?

Entrevistados:

Rogério Tavares, Vice-presidente de Relações Institucionais – AEGEA
Carlos Eduardo Tavares de Castro, Diretor Presidente – COPASA


Otávio Silveira, membro do Comitê de Sustentabilidade e Questões Operacionais e Regulatórias – Iguá Saneamento

 

 

Entrevistadores:

Mauricio Portugal Ribeiro, Sócio – Portugal Ribeiro Advogados

 

 


Luiz Felipe Graziano, Sócio – Giamundo Neto Advogados

 

 


Sebastián Butto, Sócio – Siglasul 

BLOCO #4 | PERSPECTIVAS PARA O SANEAMENTO BÁSICO NO BRASIL: POR QUE UM NOVO MARCO LEGAL? image
10:00 - 12:00
BLOCO #4 | PERSPECTIVAS PARA O SANEAMENTO BÁSICO NO BRASIL: POR QUE UM NOVO MARCO LEGAL?
Questões a serem abordadas:

– Situação do saneamento básico e expectativa do Governo Federal em relação ao novo marco regulatório;
– A visão do Governo Federal em relação ao programa de desestatização dos serviços e das companhias estaduais em curso no âmbito do BNDES;
– O papel da Secretaria de PPI no saneamento básico.

Entrevistada:

Martha Seillier, Secretária Especial – PPI – Programa de Parcerias de Investimentos – Ministério da Economia

Entrevistadores:

Mauricio Portugal Ribeiro, Sócio – Portugal Ribeiro Advogados

 

 


Luiz Felipe Graziano, Sócio – Giamundo Neto Advogados

 

 


Sebastián Butto, Sócio – Siglasul

BLOCO #5 | OPORTUNIDADES QUE O NOVO MARCO LEGAL DE SANEAMENTO GERARÁ PARA O SETOR PRIVADO image
10:00 - 12:00
BLOCO #5 | OPORTUNIDADES QUE O NOVO MARCO LEGAL DE SANEAMENTO GERARÁ PARA O SETOR PRIVADO
Questões a serem abordadas:

– Quais oportunidades o novo marco legal gerará para o setor privado?
– O que vocês esperam de mudança no mercado após o novo marco legal?

Entrevistados:

Tereza Vernaglia, CEO – BRK Ambiental


Gustavo Guimarães, CEO – Iguá Saneamento

 

 


Pedro Quintella, Sócio – Vinci Partners

Entrevistadores:

Mauricio Portugal Ribeiro, Sócio – Portugal Ribeiro Advogados

 

 


Luiz Felipe Graziano, Sócio – Giamundo Neto Advogados

 

 


Sebastián Butto, Sócio – Siglasul

BLOCO #6 | SEGURANÇA JURÍDICA E SANEAMENTO BÁSICO image
10:00 - 12:00
BLOCO #6 | SEGURANÇA JURÍDICA E SANEAMENTO BÁSICO
Questões a serem abordadas:

– Qual contribuição o novo marco legal pode dar para a segurança jurídica no setor de saneamento?
– O que esperar das demais instituições, como o Ministério Público e o Judiciário, dentre outras?

Entrevistados:

Mario Engler Pinto Junior, CEO – SABESP – Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo e CORSAN – Companhia Riograndense de Saneamento
Julio Jacob, Diretor Regulatório e Jurídico – Iguá Saneamento

Entrevistadores:

À definir

BLOCO #7 | O PAPEL DA AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS NO NOVO MARCO REGULATÓRIO image
10:00 - 12:00
BLOCO #7 | O PAPEL DA AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS NO NOVO MARCO REGULATÓRIO
Questões a serem abordadas:

– Competências da ANA no novo marco regulatório;
– Expectativa das agências reguladoras em relação às normas de referência;
– Por que atribuir à ANA de competências? Como isso pode melhorar o ambiente regulatório do setor?

Entrevistados:

Fernando Alfredo Rabello Franco, Presidente – ABAR – Associação Brasileira de Agências de Regulação
Daniela Sandoval, Vice-Presidente de Assuntos Corporativos e Regulatório – BRK Ambiental

Entrevistadores:

À definir

BLOCO #8 | NECESSIDADE DE APERFEIÇOAMENTO DAS REGRAS CONTRATUAIS PARA ATRAIR O CAPITAL PRIVADO: O DESAFIO DE COORDENAR SETOR PRIVADO E PÚBLICO PARA APERFEIÇOAR OS CONTRATOS. image
10:00 - 12:00
BLOCO #8 | NECESSIDADE DE APERFEIÇOAMENTO DAS REGRAS CONTRATUAIS PARA ATRAIR O CAPITAL PRIVADO: O DESAFIO DE COORDENAR SETOR PRIVADO E PÚBLICO PARA APERFEIÇOAR OS CONTRATOS.
Questões a serem abordadas:

– O que é preciso fazer para que os novos contratos de concessão ou as desestatizações de saneamento (pós novo marco legal) contribuam para universalizar os serviços;
– O que o setor público e a iniciativa privada estão fazendo para assegurar que o novo marco de saneamento não seja uma oportunidade perdida.

Entrevistados:

Diogo Mac Cord de Faria, Secretário de Desenvolvimento de Infraestrutura – Ministério da Economia
Percy Soares Neto, Diretor Executivo – ABCON – Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto

Entrevistadores:

À definir

BLOCO #9 | O NOVO MARCO LEGAL E A NECESSIDADE DE APERFEIÇOAMENTO DAS REGRAS CONTRATUAIS PARA ATRAIR CAPITAL PRIVADO E ATINGIR MAIS RAPIDAMENTE AS METAS DE UNIVERSALIZAÇÃO: DISTRIBUIÇÃO DE RISCOS image
10:00 - 12:00
BLOCO #9 | O NOVO MARCO LEGAL E A NECESSIDADE DE APERFEIÇOAMENTO DAS REGRAS CONTRATUAIS PARA ATRAIR CAPITAL PRIVADO E ATINGIR MAIS RAPIDAMENTE AS METAS DE UNIVERSALIZAÇÃO: DISTRIBUIÇÃO DE RISCOS
Questões a serem abordadas:

– Efeitos da distribuição inadequada de riscos dos contratos de concessão. Por que precisamos nos preocupar com isso?
– Aperfeiçoamentos necessários na distribuição de riscos dos contratos de concessão de saneamento e sua contribuição para atingirmos a universalização mais rapidamente

Entrevistados:

Felipe Fingerl, CFO – Iguá Saneamento
Bayard Lima, BRK Ambiental

Entrevistadores:

À definir

BLOCO #10 | O NOVO MARCO LEGAL E A NECESSIDADE DE APERFEIÇOAMENTO DAS REGRAS CONTRATUAIS PARA ATRAIR CAPITAL PRIVADO E ATINGIR MAIS RAPIDAMENTE AS METAS DE UNIVERSALIZAÇÃO: EQUILÍBRIO ECONÔMICO-FINANCEIRO image
10:00 - 12:00
BLOCO #10 | O NOVO MARCO LEGAL E A NECESSIDADE DE APERFEIÇOAMENTO DAS REGRAS CONTRATUAIS PARA ATRAIR CAPITAL PRIVADO E ATINGIR MAIS RAPIDAMENTE AS METAS DE UNIVERSALIZAÇÃO: EQUILÍBRIO ECONÔMICO-FINANCEIRO
Questões a serem abordadas:

– Efeitos da utilização de regras inadequadas sobre equilíbrio econômico-financeiro nos contratos de concessão. Por que precisamos nos preocupar com isso?
– Aperfeiçoamentos necessários nessas regras para atingirmos a universalização dos serviços mais rapidamente

Entrevistados:

Cleverson Aroeira, Superintendente da Área de Estudos e Projetos – BNDES
Rogério Tavares, Vice-presidente de Relações Institucionais – AEGEA
Gabriel Galipolo, Presidente – Banco Fator

Entrevistadores:

À definir

BLOCO #11 | APERFEIÇOAMENTO NO ARRANJO INSTITUCIONAL E NOS MODELOS REGULATÓRIOS NECESSÁRIOS PARA ATRAIR O CAPITAL PRIVADO. DESAFIOS PARA CONVIVÊNCIA DE DOIS MODELOS REGULATÓRIOS DIFERENTES NO MESMO SETOR: REGULAÇÃO POR CONTRATO E REGULAÇÃO DISCRICIONÁRIA image
10:00 - 12:00
BLOCO #11 | APERFEIÇOAMENTO NO ARRANJO INSTITUCIONAL E NOS MODELOS REGULATÓRIOS NECESSÁRIOS PARA ATRAIR O CAPITAL PRIVADO. DESAFIOS PARA CONVIVÊNCIA DE DOIS MODELOS REGULATÓRIOS DIFERENTES NO MESMO SETOR: REGULAÇÃO POR CONTRATO E REGULAÇÃO DISCRICIONÁRIA
Questões a serem abordadas:

– Quais são as dificuldades que decorrem da convivência de dois regimes regulatórios diferentes?
– Efeitos da utilização de regras inadequadas sobre modelos regulatórios nos contratos de concessão. Por que precisamos nos preocupar com isso?
– Aperfeiçoamentos necessários nessas regras para atingirmos a universalização dos serviços mais rapidamente

Entrevistados:

Carlos Motta Nunes, Superintendente Adjunto de Apoio ao Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos
Fernando Alfredo Rabello Franco, Presidente – ABAR – Associação Brasileira de Agências de Regulação
GS Inima
Cristiane Schwankal, Diretora de relacionamento com o mercado Copasa

Entrevistadores:

À definir

10:00 - 12:00
BLOCO #1 | Porque a tecnologia, a inovação e a mobilidade são as palavras-chave para o futuro do setor automotivo?
Questões a serem abordadas:

– Inovação, sustentabilidade e inovação digital
– Sociedade digital e o novo consumidor
– O futuro do carro: novo cigarro, novo gadget ou commodity?

Entrevistados:

À definir
 

Entrevistadores:

Eduardo Peixoto, CEO – CESAR
Paula Faria, CEO – Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility

10:00 - 12:00
BLOCO #2 | : Teoria e prática da universalização dos veículos elétricos
Questões a serem abordadas:

– Viabilidade financeira para usuários e fabricantes
– Baterias: produção e descarte
– O quanto o carro elétrico é realmente ecológico?

Entrevistados:

À definir
 

Entrevistadores:

Paula Faria, CEO – Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility

10:00 - 12:00
BLOCO #3 | : Inteligência artificial, mobilidade aérea urbana, drones, carros autônomos: realidade próxima ou futuro distante?
Questões a serem abordadas:

– Qual é a relação da inteligência artificial e o setor automotivo?
– Regulamentação no Brasil para a mobilidade aérea urbana
– Desenvolvimento da mobilidade aérea urbana

Entrevistados:

À definir
 

Entrevistadores:

Paula Faria, CEO – Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility

10:00 - 12:00
BLOCO #4 | : O setor de transporte e a transição para a mobilidade inteligente
Questões a serem abordadas:

– Ônibus: evolução do mercado na nova lógica da mobilidade
– Transporte de passageiros sobre trilhos: inserção na lógica da mobilidade inteligente

Entrevistados:

À definir
 

Entrevistadores:

Paula Faria, CEO – Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility

10:00 - 12:00
BLOCO #1 | : Os mitos da mobilidade corporativa e porque as empresas deveriam adotar o conceito de trabalhadores móveis
Questões a serem abordadas:

– A dura realidade do COVID-19: sua empresa está preparada para o home office?
– Mitos da baixa produtividade e controle sobre o trabalho
– Depende de você criar uma equipe colaborativa, interdependente e responsável

Entrevistados:

À definir
 

Entrevistadores:

Paula Faria, CEO – Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility

10:00 - 12:00
BLOCO #1 | : Oferta, demanda e velocidade da eletrificação: quando o mercado será popular?
Questões a serem abordadas:

– Infraestrutura de recarga, mercado atual e ampliação da oferta
– Transporte público e eletromobilidade

Entrevistados:

À definir
 

Entrevistadores:

Paula Faria, CEO – Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility

Select date to see events.
Édison Carlos

Édison Carlos

Édison Carlos é Presidente Executivo do Instituto Trata Brasil. Químico industrial de formação, por muitos anos atuou em áreas ligadas à Comunicação e Relações Institucionais nos setores químico e petroquímico.  Além de formado em Química pelas Faculdades Oswaldo Cruz, o executivo é pós-graduado em Comunicação Estratégica. Atuou por quase 20 anos em várias posições no Grupo Solvay, sendo que nos últimos anos foi responsável pela área de Comunicação e Assuntos Corporativos da Solvay Indupa. Em 2012, Édison Carlos recebeu o prêmio “Faz  Diferença – Personalidade do Ano” do Jornal O Globo – categoria “Revista Amanhã” que premia quem mais se destacou na área da Sustentabilidade em todo o país. Entre 2014 e 2016, Édison atuou em parceria com a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) na formatação da Campanha da Fraternidade Ecumênica que em 2016 divulgou a problemática do Saneamento Básico em todo o país.

Giuseppe Giamundo Neto

Giuseppe Giamundo Neto

Sócio do Giamundo Neto Advogados. Doutorando e Mestre em Direito do Estado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP). Especialista em Direito Administrativo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Gustavo Guimarães

Gustavo Guimarães

Gustavo Guimaraes atualmente é CEO da Iguá Saneamento, companhia que atual em 5 estados brasileiros, atendendo mais de 6,6 milhões de clientes direta e indiretamente. Gustavo atuou como CFO da Sanepar (2015-2017), uma sociedade de economia mista, de controle estatal. Atuou ainda como CFO da Algar Agro (2010-2014), uma trading de commodities focada em grãos de soja, além de Senior Manager da KPMG (2007-2010). Anteriormente, atuou como CFO em empresas de mineração e como auditor independente liderando processos de auditoria e consultoria empresarial em companhias nacionais e multinacionais, adquirindo conhecimento e experiência em planejamento empresarial, valoração de empresas e negócios, gestão baseada em performance, processos de auditoria e de due diligence, entre outros. Gustavo tem MBA pela Ibmec Business School e é graduado em Contabilidade pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Jean-Paul Veiga da Rocha

Jean-Paul Veiga da Rocha

Professor da Faculdade de Direito da USP. Foi Diretor Jurídico e Regulatório da Iguá Saneamento S.A. e Diretor Jurídico Adjunto da Brasil Telecom S.A. Bacharel e Doutor em Direito Econômico (USP). Foi Visiting Scholar na Yale Law School e na London School of Economics and Political Science. Fez parte da equipe de criação da nova Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV Direito SP). Coorganizador do livro Direito Econômico Atual (Forense/Método, 2015). Consultor no escritório Portugal Ribeiro Advogados.

Leonardo Campos

Leonardo Campos

Leonardo Campos Filho é economista formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mestre e Doutor em Economia pela Universidade de Londres. É especialista em regulação do setor de infraestrutura, principalmente em distribuição de energia elétrica, transmissão e saneamento, com mais de 20 anos de experiência. Atuou em mais de 50 processos de discussões de metodologias determinantes das receitas, suas revisões e reajustes, além de gerenciar dezenas de projetos de due dilengeces técnicas e regulatórias no setor de distribuição e transmissão de energia elétrica. No saneamento, participou de projetos pioneiros de revisão tarifária e formulação da estrutura de tarifas e nas discussões dos modelos institucionais do setor, prestando serviço para empresas públicas e privadas, instituições multilaterais, associações e bancos de fomento. Leonardo é Sócio e Diretor de Projetos da Siglasul.

Luiz Felipe Pinto Lima Graziano

Luiz Felipe Pinto Lima Graziano

Sócio do Giamundo Neto Advogados. Mestrando em Direito Público pela FGV/SP, membro da Comissão de Saneamento Básico do IASP – Instituto dos Advogados de São Paulo e do Comitê de Saneamento da ABCE – Associação Brasileira de Consultores de Engenharia. Foi Vice-Presidente da Coordenação de Saneamento Básico do Conselho Federal da OAB e Coordenador do Comitê Jurídico da ABCON.

Marcelo Rangel Lennertz

Marcelo Rangel Lennertz

Sócio de Portugal Ribeiro Advogados. Master of Laws (LL.M.) pela Yale University e Mestre em Direito pela PUC-Rio. Foi consultor da equipe de estruturação de projetos de PPP da International Finance Corporation – IFC e professor de cursos no Mestrado Profissional da FGV Direito São Paulo e na pós graduação lato sensu da FGV, da PUC-Rio e do IDP.

Mauricio Portugal

Mauricio Portugal

Sócio do Portugal Ribeiro Advogados, Professor de Modelos Regulatórios da FGV-SP e Mestre em Direito pela Harvard Law School

Otávio Silveira

Otávio Silveira

Otavio Silveira assumiu em Set/2019 a posição de CEO na OPY Healthcare, primeira companhia investida do fundo II da IG4 Capital. A OPY é uma plataforma para atuação no setor de saúde com foco no investimento em infraestrutura e na prestação de serviços não assistenciais com visão de trazer eficiência de gestão e inovação para os segmentos tanto de saúde pública quanto privada. Juntou-se à IG4 Operations Company em 2017 como Managing Director. Anteriormente, foi CEO da Iguá Saneamento (2013-2017), onde teve atuação crucial no sucesso da transação de reestruturação conduzida em conjunto com a IG4 Capital e, posteriormente, na condução da transição para a nova gestão da companhia. Após a reestruturação, assumiu posição como membro do Comitê de Análise de Riscos Ambientais e Operacionais da Iguá Saneamento, a qual ocupa até a presente data. Tem MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas / FGV, MBA em Engenharia Econômica pela Fundação Dom Cabral / FDC e é graduado em Engenharia Civil pela Universidade de Minas Gerais / UFMG. É também membro do IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa) desde janeiro de 2018.

Paula Faria

Paula Faria

Paula Faria é CEO da Necta, empresa que tem como objetivo criar conexões com propósito através da implementação de atividades orientadas a impactar positivamente os ecossistemas onde estão inseridas. Nos últimos anos idealizou e esteve à frente de grandes projetos fundamentais para o desenvolvimento do Brasil, tais como: Connected Smart Cities & Mobility, Airport Infra Expo, PPP Awards & Conference e o International Brazil Air Show, além de apoiar o desenvolvimento de projetos com parceiros.

Sebastián Butto

Sebastián Butto

Sebastián Butto é economista formado pela Universidade Nacional de Córdoba e Mestre em Finanças pela Universidade de Cema (Argentina), especialista em regulação econômica que acompanhou de perto as transformações institucionais do setor de energia elétrica e saneamento nos últimos anos na América Latina.
Nos últimos 18 anos, sua atuação profissional se concentrou no Brasil, onde gerenciou e executou em mais de 50 processos de discussões de metodologias determinantes das receitas, suas revisões e reajustes, além de gerenciar dezenas de projetos de due dilengeces técnicas e regulatórias no setor de distribuição e transmissão de energia elétrica. Coordenou, também, projeto de pesquisa e desenvolvimento estratégico, relacionado com a formulação de proposta de nova estrutura tarifária para o setor de distribuição no Brasil.
Adicionalmente, participou ativamente, como consultor em instituições multilaterais, associações e bancos de fomento. Gerenciou projetos pioneiros de revisão tarifária de concessionárias de saneamento e de avaliação institucional do setor no país, além de ter sido responsável pela tutoria/docência do projeto de capacitação à distância sobre a regulação dos serviços de saneamento. Sebastian é sócio e diretor de projetos da Siglasul.

PATROCÍNIO PRATA

PATROCÍNIO BRONZE

APOIO INSTITUCIONAL ESTRATÉGICO

APOIO INSTITUCIONAL

APOIO DE MÍDIA

REALIZAÇÃO

EVENTO PARALELO