Os encontros online acontecem quinzenalmente nas redes sociais do CSC e a participação é gratuita 

E nesta terça-feira, 12, às 9h, continuam os debates com especialistas das cidades para discutir como os municípios estão se desenvolvendo no eixo Empreendedorismo. Estão confirmadas as presenças de Leticia Wolf Moura Justus, Coordenadora do Espaço Empreendedor da Prefeitura de Curitiba; Gustavo Igrejas, Subsecretário Operacional da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação da Prefeitura de Manaus, Marcelo Nunes da Silva, Diretor de Desenvolvimento de Negócios do PqTec – Parque Tecnológico de São José dos Campos e de Iara Negreiros, Consultora associada da Spin Soluções Públicas Inteligentes e Doutora da Escola Politécnica da USP e ABNT/CEE-268 – “Cidades e Comunidades Sustentáveis”. 

Curitiba ficou em primeiro lugar no eixo de Empreendedorismo no último Ranking Connected Smart Cities, em 2021. A capital paranaense teve um crescimento de 4,76% nas empresas de tecnologia, comparado ao ano anterior. São 4 Polos Tecnológicos e 7 incubadoras de empresas. O crescimento  das Empresas de Economia Criativa alcançou 0,51%, além de um aumento de 25% no número de MEIs – Micro Empreendedor Individual. 

De acordo com Leticia Wolf Justus, Coordenadora do Espaço Empreendedor da Prefeitura de Curitiba, ‘a gestão municipal vem dando uma importância máxima ao empreendedorismo na cidade’. A capital paranaense subiu para a terceira posição no Ranking Nacional de Empreendedorismo Endeavor/Ministério da Economia em 2022, e é a capital com maior número de atividades incluídas na Lei de Liberdade Econômica, segundo a coordenadora. “O tempo médio de abertura de empresa na cidade é de 29 horas e Curitiba conta com 9 Espaços Empreendedor para atender o MEI, além do Fundo de Aval de Curitiba, onde a Prefeitura aportou R$ 10 milhões na Garantisul, Sociedade de Garantia de Crédito (SGC), para emitir cartas de aval para empréstimos junto a cooperativas de crédito parceiras, em apoio aos empreendedores que precisam de um empréstimo a juros baixos para capital de giro ou para ampliar o negócio”, disse Justus.

Em 2017, Curitiba criou os Worktibas, primeiros coworkings públicos do país. “Cerca de 3 mil mulheres foram capacitadas em eventos presenciais e on-line do Programa Empreendedora Curitibana, entre 2018 e 2021; além de outras iniciativas que vêm sendo trabalhadas pela Prefeitura. A cidade vem se destacando no cenário nacional com suas ações de empreendedorismo e inovação”, afirma Letícia Wolf Justus.

Manaus 

Em Manaus, a atual administração da Prefeitura, por meio da SEMTEPI – Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação, vem trabalhando forte o empreendedorismo na cidade. A capital Manauense ficou em terceiro lugar em empreendedorismo no Ranking Connected Smart Cities de 2021. “Foram implementadas, desde janeiro de 2021, um programa de fomento ao empreendedorismo rural, a realização de relevantes capacitações voltadas para o empreendedorismo, e ações voltadas ao fortalecimento do ecossistema de Startup na cidade (com a realização de diversos eventos voltados a trazer soluções tecnológicas para prefeitura e o fomento deste segmento de inovação), afirma Gustavo Igrejas, Subsecretário Operacional da SEMTEPI. 

A principal cidade do Amazonas possui 2 pólos tecnológicos, 7 incubadoras de empresas, teve um aumento de 13,85% em empresas de tecnologia, cresceu 2,15% com as empresas de economia criativa e alcançou 34,07% no número de MEIs.

 São José dos Campos

São José dos Campos destaca-se por seu Parque Tecnológico. “As ações de empreendedorismo no Pqtec com empreendedores vão desde o trabalho com a comunidade do entorno até a cadeia aeroespacial, através de ações com os Arranjos Produtivos Locais (APLs), de acordo com informações do Diretor de Desenvolvimento de Negócios, Marcelo Nunes. “Nosso papel é sempre atuar com a provocação de movimento na questão de ações contínuas e monitoradas de resultados, aliada ao suporte de toda a governança diretamente ligada a contribuições técnicas, financeiras e institucionais que possibilitam o exercício das práticas empreendedoras. Somos hoje reconhecidos pela Anprotec/Sebrae como Nível 4 no programa CERNE e, dos 67 APLs do Estado de São Paulo, temos 2 dos 4 APLs reconhecidos como maduros pelo Programa Estadual”, comenta Nunes. O diretor acredita que ‘não há como chegar nestes patamares se o dia a dia não estiver pautado em um planejamento estratégico de provocação constante da cultura empreendedora no ecossistema’.

Apesar da cidade não ter alcançado uma posição favorável no Ranking CSC no ano passado, houve um crescimento de 3,95% das empresas de economia criativa e 26,49% no número de Microempreendedores Individuais.  

Os Eventos Temáticos do Ranking Connected Smart Cities 2022 acontecem até 02 de agosto, sempre a partir das 9h. Para acessar o calendário com a programação visite o site do evento. Acompanhe os debates, gratuitamente, pelas redes sociais do CSC ( Facebook, YouTube, Linkedin).

Serviço:

Evento Temático Ranking Connected Smart Cities 2022

Eixo: Empreendedorismo

Cidades participantes: Curitiba, Manaus e São José dos Campos

Data: 12/04

Horário: 9h00

Transmissão online e gratuita

Inscreva-se neste link para interagir com os participantes

 

Assessoria de Comunicação e Imprensa Connected Smart Cities

Patrícia Esteves (MTB 49.995)

()

13 98808-8470