fbpx

Os encontros online acontecem quinzenalmente nas redes sociais do CSC e a participação é gratuita

Nesta terça-feira, 24, a partir das 9h, o eixo Tecnologia e Inovação é pauta para os debates dos eventos temáticos do Ranking Connected Smart Cities 2022. Participam deste encontro online Andre Tomazetti, coordenador técnico da Prefeitura de Goiânia, Cristina Schwinden, Secretária de Administração da Prefeitura Municipal de Palhoça, Marcelo Araújo Matos, Subsecretário de Projetos Tecnológicos e de Inovação da Prefeitura do Rio de Janeiro, Newton Frateschi, Secretário Adjunto de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação de Campinas, Carlos Eduardo Souza, Responsável e-city da Enel X, Evandro Roveran, Sales District Manager na divisão Building Technologies da Robert Bosch Ltda e Jonny Doin, Sócio das Tecnologias de Quarta Revolução Industrial da Consultoria SPIn Soluções Públicas Inteligentes. A mediação para os cases que serão apresentados é de Willian Rigon, Diretor Comercial e de Marketing da Urban Systems, e Correalizador do Connected Smart Cities & Mobility. 

André Tomazetti comenta que a coordenação técnica da Prefeitura de Goiânia tem status de Secretaria e foi criada para dar suporte aos demais órgãos do executivo municipal, na implementação dos projetos prioritários listados no plano de governo. “A nossa unidade é uma espécie de “grupo de inteligência” que recebe as perguntas de quem planeja, monitora e avalia as políticas públicas do município para ir em busca de dados que ofereçam a resposta”, disse.

Um exemplo prático, segundo o coordenador, foi o processo de priorização das ruas que receberam recapeamento. “O Secretário da pasta perguntou quais logradouros deveriam ser priorizados, levando em consideração o volume de pessoas impactadas. Nós levantamos dados sobre o fluxo de veículos, o volume de moradores, o fluxo de linhas de transporte coletivo e outros itens, criando um indicador interno que foi usado para fazer essa priorização”, afirmou.

Tomazetti ainda complementa dizendo que são várias as iniciativas que têm surgido pelo Brasil para aplicação de tecnologia na solução de problemas públicos. “É por meio do diálogo entre gestores de todas regiões que vamos conseguir integrar essas ações e difundir boas práticas que tornem a vida do cidadão mais confortável”, comentou.

Em Campinas, Newton Frateschi diz que a cidade abriga densamente todos os atores de um ecossistema de inovação: atores do conhecimento, centros de pesquisa, investimento, sociedade civil, startups, entre outros. Campinas conta com Instituições de Ciência Tecnologia e Inovação (ICTI), Instituições de Ensino Superior (IES) de renome, Parques C&T, Aceleradoras, incubadoras, entidades representativas para a governança, espaços de coworking, espaços maker, startups, empresas inovadoras, unicórnios. Segundo o Secretário Adjunto, Campinas é, principalmente, um barco de tecnologia e de empresas de base tecnológica, com muitas sementes de early stage

“O papel do poder público tem sido o de se inserir no ecossistema de tal forma a conduzi-lo, prover alinhamento e potencializá-lo. As formas em que o poder público em Campinas vem se inserindo no ecossistema é através do seu Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, em parcerias com entidades de governança do ecossistema, a Fundação Fórum Campinas Inovadora e com o estabelecimento de leis e regulamentações. Em particular, a lei de inovação de Campinas, de 2021, alinha os atores de inovação, adequando o ambiente legal municipal aos marcos legais federais e estaduais, e regulamenta o Sandbox e encomendas tecnológicas, criando ainda o Fundo Municipal de Inovação”, disse Frateschi. 

O Secretário Adjunto de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação afirma que o conjunto de ações traz a possibilidade tanto do fomento direto do empreendedorismo, como das possibilidades de prover a inovação aberta em governo. “De forma recíproca, esta inovação busca melhorar o ambiente regulatório, diminuir a burocracia e melhorar os serviços à população. Os projetos junto ao ecossistema para a requalificação do Centro da Cidade e a criação do Hub Internacional de Desenvolvimento Sustentável (HIDS), numa região fortemente populada por centros de inovação, são prioridades do governo. O fomento à inovação, as ações de transformação digital e a inserção do poder público no ecossistema colocam a cidade a trilhar na direção de ser cada vez mais inteligente”, comentou.

São 15 os indicadores analisados pelo Ranking Connected Smart Cities no eixo de Tecnologia e Inovação. O Rio de Janeiro lidera o ranking com velocidade média de 99,8 mega das conexões contratadas. A cidade possui 6 operadoras de fibra ótica, 100% do município tem cobertura 4G, sistema de iluminação inteligente, bilhete eletrônico no transporte público, 8 pólos tecnológicos, e 15 incubadoras de empresas. Já Palhoça (SC), não conta, até o momento, com bilhete eletrônico no transporte público, não possui sistema de iluminação e semáforos inteligentes, não possui pólo tecnológico e há no município apenas 1 incubadora de empresas.

 “No encontro teremos Rio de Janeiro, a melhor posicionada no eixo de Tecnologia e inovação e Palhoça, uma cidade de médio porte da região Sul do país, trazendo o contraponto das ações de uma cidade com menor destaque no eixo e com baixa implantação de soluções tecnológicas, mas que trará para a discussão os seus pontos e desafios quanto às questões de tecnologia, inovação e telecomunicação”, comenta Willian Rigon, mediador e pesquisador do Ranking Connected Smart Cities.

Os Eventos Temáticos acontecem até 02 de agosto, sempre a partir das 9h. Para acessar o calendário com a programação visite o site do evento. Acompanhe os debates, gratuitamente, pelas redes sociais do CSC (Facebook, YouTube, Linkedin). E, para interagir com os participantes, inscreva-se neste link.

Serviço:

Evento Temático Ranking Connected Smart Cities 2022

Tema: Tecnologia e Inovação

Convidados participantes: Prefeituras do Rio de Janeiro, Campinas, Palhoça e Goiânia 

Data: 24/05

Horário: 9h00

Transmissão online e gratuita.

 

Assessoria de Comunicação e Imprensa Connected Smart Cities

Patrícia Esteves (MTB 49.995)

()

13 98808-8470