Entre as cidades da região Sudeste, a capital carioca ocupa a quarta posição. O estudo do Ranking Connected Smart Cities foi realizado com 677 municípios brasileiros

Rio de Janeiro ocupa a sétima posição no Ranking Geral do Connected Smart Cities 2021, e ocupa a primeira posição no eixo Tecnologia e Inovação. Entre as cidades da região Sudeste, o Rio aparece em quarto lugar. A primeira posição geral no Ranking ficou com São Paulo (SP), a segunda foi para Florianópolis (SC), seguida de Curitiba (PR). Na quarta posição está Brasília (DF), e, em quinto, se posicionou Vitória (ES). Em sexto lugar, ficou São Caetano do Sul (SP). Na oitava posição, está Campinas (SP), seguida por Niterói (RJ) e Salvador (BA).  

O Centro de Convenções Frei Caneca sedia, entre hoje e sexta-feira, a 7a.edição do evento  nacional Connected Smart Cities e Mobility, que destaca as cidades mais inteligentes do país com a apresentação do Ranking e ainda com o Prêmio Connected Smart Cities que traz 10  finalistas com negócios inovadores para as cidades. Neste ano, o evento acontece em formato híbrido, presencialmente, nesta quarta e quinta-feira, e ,de forma digital, até sexta, 03.  

O resultado do Ranking Connected Smart Cities 2021, estudo elaborado pela Urban Systems, em parceria com a Necta, foi apresentado durante a Cerimônia de Abertura do evento para autoridades, empresários e especialistas nacionais e internacionais. O Ranking mapeia todos os 677 municípios com mais de 50 mil habitantes. O objetivo é definir as cidades com maior potencial de desenvolvimento do Brasil. A edição 2021 do estudo conta com 75 indicadores ( 5 a mais que o ano anterior), que atestam serviços inteligentes nas cidades.

O resultado é apresentado em 4 frentes: posição geral, por eixo temático, por região e por faixa populacional. O estudo é composto pelos indicadores de mobilidade, urbanismo, meio ambiente, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo, governança e energia, eixos temáticos discutidos no evento nacional do Connected Smart Cities & Mobility.

“Nesses sete anos de atuação, a Plataforma Connected Smart Cities vem desempenhando papel fundamental junto às empresas, entidades e governos na busca pela inovação, tendo como objetivo fundamental tornar as cidades brasileiras mais inteligentes e conectadas, comenta a CEO da Necta e idealizadora do Connected Smart Cities e Mobility, Paula Faria.

DESTAQUES RIO DE JANEIRO

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), comenta que essa conquista é muito importante para a cidade do Rio de Janeiro. Nos últimos meses de gestão, resultados significativos apontam a retomada do Rio no cenário de cidades inteligentes. “Vamos continuar trabalhando muito para colocar o Rio, cada vez mais, em destaques nos rankings nacional e internacional de smart cities, seguindo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU”, afirma o prefeito.

O Rio de Janeiro venceu na categoria Tecnologia e Inovação, além de ficar na sétima colocação geral do Ranking Connected Smart Cities. Nos últimos sete meses, foram instaladas mais de 100 mil lâmpadas de LED, reduzindo 80% do consumo de energia, e há previsão de mais de 350 mil novas luminárias até 2022. A expansão do Centro de Operações Rio vai trazer mais de 10 mil câmeras, cinco mil pontos de wi-fi, mais de nove mil sensores georeferenciados e a criação do CORLab, espaço voltado para startups criarem soluções para melhorar problemas, como poluição atmosférica, inundações, mobilidade e deslizamentos.

A cidade do Rio de Janeiro também utiliza a tecnologia para minimizar os efeitos das chuvas. Em julho deste ano, o COR certificou uma startup que utiliza inteligência artificial para aprimorar a previsão de chuvas. A ferramenta foi desenvolvida no programa Desafio COR, que terá mais uma edição neste segundo semestre. Essa iniciativa se junta à meta da Prefeitura do Rio em atrair e fomentar a criação de 400 novas startups até 2024. 

“Sabemos que uma cidade realmente inteligente não é aquela que coloca um sensor a cada esquina. É preciso usar toda tecnologia disponível para tornar a cidade mais humana, sustentável, criativa, ética e justa. Esse é o nosso projeto para a Cidade Maravilhosa e esse reconhecimento do Ranking Connected Smart Cities é a prova que estamos no caminho certo”, ressalta Eduardo Paes.

RIO DE JANEIRO EM NÚMEROS

Ausente da lista das 10 cidades mais bem posicionadas do Ranking Connected Smart Cities desde 2018, a cidade do Rio de Janeiro volta a figurar no top 10 das cidades mais inteligentes do Brasil. A capital carioca conta com 100% da população coberta pelo serviço 4G, 6 operadoras de banda larga com 99,8 mbps de velocidade média nas conexões contratadas.

Em relação aos Serviços e Soluções Inteligentes, a cidade do Rio de Janeiro conta com sistema de bilhete eletrônico no transporte coletivo, semáforos inteligentes, cadastro imobiliário informatizado, georreferenciado e disponibilizado ao cidadão, monitoramento de áreas de risco, sistema de iluminação inteligente, Centro de Controle e Operações, e matrícula escolar na rede pública online.

Com 8 polos tecnológicos e 15 incubadoras, segundo dados da Anprotec, a cidade carioca registrou crescimento das empresas de economia criativa de 0,3%, e de 19,5% entre as microempresas individuais (MEIs). Apesar de capital estadual, Rio de Janeiro conta com 81,8% dos empregos no setor privado e 65,1% da receita municipal não oriunda de repasses.

Além da melhor colocação no recorte de Tecnologia e Inovação do Ranking Connected Smart Cities, Rio de Janeiro destaca-se como a 2ª mais bem posicionada no recorte de Empreendedorismo e 4ª mais bem posicionada em Mobilidade.

DESTAQUES RANKING CONNECTED SMART CITIES 2021

A região Sudeste concentra as cidades mais inteligentes e conectadas, seis municípios estão entre os 10 mais bem colocados. Duas cidades da região Sul, e uma do Centro-Oeste também são destaques. A região Norte conta com Palmas (TO)  entre as 10 mais em 2021. A capital tocantinense está na 35ª colocação no Ranking Geral.  

Na classificação por região, Brasília (DF), no Centro-Oeste, é a 1ª colocada no Ranking. No Nordeste é Salvador (BA). Palmas (TO) representa a região Norte. São Paulo (SP) lidera no Sudeste, e Florianópolis (SC) se destaca no Sul. Jaguariúna (SP) aparece em primeiro lugar entre as cidades de 50 a 100 mil habitantes, e, de 100 a 500 mil, está Vitória (ES). Acima de 500 mil habitantes, novamente, São Paulo é a líder. 

Para o Presidente da Urban Systems e sócio da Plataforma Connected Smart Cities, Thomaz Assumpção, o Ranking Connected Smart Cities, ano a ano, vem auxiliando as cidades a entenderem o seu nível de desenvolvimento inteligente e sustentável, oferecendo parâmetros para que as cidades possam se planejar e criar estratégias para tornarem-se mais humanas e propiciar qualidade de vida a seus habitantes.  

“A edição 2021 do Ranking, mesmo com as alterações de indicadores, trazendo alguns que refletem as soluções já implantadas, apontou que algumas cidades permanecem em posições de destaque, mostrando que estas estão no caminho de trazer qualidade de vida aos seus habitantes, enquanto outras, mesmo com alteração no estudo, permanecem distante das posições ideais e precisam olhar com atenção ao planejamento da cidade”, disse Assumpção.

OS VENCEDORES POR EIXO TEMÁTICO

O primeiro lugar em Urbanismo foi para Curitiba; Mobilidade e Acessibilidade: São Paulo (SP); Meio Ambiente: Balneário Camboriú (SC); Empreendedorismo: Curitiba(PR); Economia: Barueri (SP); Tecnologia e Inovação: Rio de Janeiro (RJ); Saúde: Belo Horizonte (MG); Educação: Vitória (ES); Segurança: São Caetano do Sul (SP); e Governança: Niterói (RJ).

PRÊMIO CONNECTED SMART CITIES

 

O Prêmio Connected Smart Cities consiste em reconhecer e premiar negócios inovadores que colaborem para que as cidades possam ser mais inteligentes. A apresentação dos empreendedores e as soluções das categorias Negócios em Operação e Negócios Pré-Operacionais, assim como o anúncio dos ganhadores em cada categoria, acontece amanhã, 02, a partir das 09h. 

 

SERVIÇO

 

7a.Edição Connected Smart Cities & Mobility

Datas: 01, 02 e 03 de setembro de 2021

Local: Centro de Convenções Frei Caneca (SP), dias 01 e 02; e de forma digital nos dias 01,02 e 03

Mais informações:  https://evento.connectedsmartcities.com.br/

Imagens Connected Smart Cities e Mobility: https://www.flickr.com/photos/connectedsmartcities/albums

Organização: Necta (www.nectainova.com.br) e Urban Systems https://www.urbansystems.com.br/

 

 

Sobre o Connected Smart Cities

O Connected Smart Cities é a principal iniciativa do setor de cidades inteligentes e mobilidade urbana do Brasil, e um dos maiores eventos da América Latina. É realizado pela Necta e a Urban Systems e envolve empresas, entidades e governos. O evento  faz parte da Plataforma Connected Smart Cities, que tem por missão encontrar o DNA de inovação e melhorias para cidades mais inteligentes e conectadas umas com as outras, sejam elas pequenas ou megacidades.

 

Ranking Connected Smart Cities: O estudo é desenvolvido pela Urban Systems, por meio de metodologia própria e exclusiva, em parceria com a Necta. Além de considerar os conceitos de cidades inteligentes, como tecnologia, meio ambiente e sustentabilidade, o Ranking considera conceito de conectividade, investimentos em saneamento, importância da educação na formação e reprodução dos potenciais das cidades e sustentabilidade econômica. 

 

Acesso à plataforma online de consulta ao Ranking Connected Smart Cities: http://ranking.connectedsmartcities.com.br/  

Todos os indicadores do Ranking Connected Smart Cities 2021 estão disponíveis em: https://conteudo.urbansystems.com.br/csc_urban_atual 

 

 

Mais Informações à Imprensa

Assessoria de Comunicação e Imprensa do Connected Smart Cities e Mobility

Patrícia Esteves (Mtb 49995)

+55 13 9 8808-8470